“Banzo” de Raimundo Correia: O sublime constatar da herança de um fracasso colonial

Autores

  • Matheus Coelho de Toledo Universidade Federal de Ouro Preto

DOI:

https://doi.org/10.22456/1984-1191.91355

Palavras-chave:

Banzo, Escravidão, Colonização, Raimundo Correia

Resumo

O artigo pensa os interesses da poesia brasileira do fim do século XIX, focando nas crises da escravatura e monarquia, heranças do período da empresa colonial ibérica. Toca em temas como ocidente e oriente, alteridade, representações da mulher e do negro e o modernizar da sociedade que reorganiza o trabalho. Através da investigação crítica em leituras de profundidades gradativamente maiores do soneto “Banzo”, de Raimundo Correia, e de outros desse e de seus contemporâneos, o artigo encontra heranças, permanências de um passado colonial, como a desvalorização da cidadania com relação à parcela negra da população, impedindo um Brasil liberal e democrático, que se desejava. Dessas heranças e do exílio negro adviria uma tristeza mortal que passa a se denominar “banzo”. Por fim, investigamos na poesia de língua portuguesa as origens de uma possível linhagem de uma poética do exílio advinda desde o inicio do era colonial, passando por diversos períodos e buscando traçar possíveis ligações com o soneto “Banzo”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matheus Coelho de Toledo, Universidade Federal de Ouro Preto

Licenciado e Bacharel em História pela Universidade Federal de Viçosa. Mestre em Letras pela Universidade Federal de Ouro Preto

Referências

ALVES, Castro. O Navio Negreiro. In: BANDEIRA, Manuel. Apresentação da Poesia Brasileira. Rio de Janeiro: Ediouro, 1997.

ANDRADE, Mário. O Empalhador de Passarinho. Belo Horizonte: Itatiaia, 2002.

ASSIS, Machado de. Prefácio às Sinfonias. In: CORREIA, Raimundo. Poesia Completa e Prosa. Rio de Janeiro: José Aguilar Ltda., 1961.

AUERBACH, Erich. Mímesis: a Representação da Realidade na Literatura Ocidental. São Paulo: Perspectiva, 2004.

BANDEIRA, Manuel. (org.) Antologia dos Poetas Brasileiros: Poesia da Fase Parnasiana. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1996.

__________________. Apresentação da Poesia Brasileira. Rio de Janeiro: Ediouro, 1997.

__________________. Itinerário de Pasárgada. In: Seleta de Prosa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1997.

__________________. Raimundo Correia e o seu Sortilégio Verbal. In: CORREIA, Raimundo. Poesia completa e prosa. Rio de Janeiro: José Aguilar Ltda., 1961.

BASTOS, Augusto Sergio. Raimundo Correia. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Letras; São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 2010.

BULFINCH, Thomas. O Livro de Ouro da Mitologia: Histórias de Deuses e Heróis. Rio de Janeiro: Ediouro, 2006.

CAFRE. In: Michaelis: Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. São Paulo: Melhoramentos, 2019. Disponível em: <https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/cafre/> Acesso em: 11/03/2019.

CÂMARA JR., J. MATOSO. Contribuição à Estilística Portuguesa. Rio de Janeiro: Organização Simões, 1953.

CAMÕES, Luís Vaz de. Poemas de Amor de Luís Vaz de Camões. Rio de Janeiro: Ediouro, 1998.

COLEAR. In: Dicio: Dicionário Online de Português. Porto: 7 Graus, 2018. Disponível em: <https://www.dicio.com.br/colear/>. Acesso em: 11/03/2019.

CORREIA, Raimundo. Poesia Completa e Prosa. Rio de Janeiro: José Aguilar Ltda., 1961.

COSTA, Cláudio Manuel da. Soneto VIII. Disponível em: <https://www.escritas.org/pt/t/13062/viii-sonetos-este-e-o-rio-a-montanha-e-esta>

. Acesso a 17/03/2019.

DIAS, Gonçalves. Canção do Exílio. In: BANDEIRA, Manuel. Apresentação da Poesia Brasileira. Rio de Janeiro: Ediouro, 1997.

ESTRALAR. In: Michaelis: Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. São Paulo: Melhoramentos, 2019. Disponível em: <https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/estralar/> Acesso em: 11/03/2019.

FARIA, Alberto. Versos de um Artista. In: VAL, Waldir Ribeiro do. Vida e obra de Raimundo Correia. Rio de Janeiro: Cátedra; Brasilia: INL, 1980.

FARIA, José Carlos. O búfalo cafre. In: Paisagens Naturais: Vida Selvagem Animal. Disponível em: <http://paisagensnaturais-vidaselvagemanimal.blogspot.com/2012/05/o-bufalo-cafre.html> Acesso em: 11/03/2019.

FUZILAR. In: Michaelis: Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. São Paulo: Melhoramentos, 2019. Disponível em: <https://michaelis.uol.com.br/palavra/aRvE/fuzilar/> Acesso em: 11/03/2019.

GAMA, Luiz. In: Enciclopédia Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa3015/luiz-gama>. Acesso em: 11 de Mar. 2019. Verbete da Enciclopédia.

GROTA. In: Michaelis: Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. São Paulo: Melhoramentos, 2019. Disponível em: <https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/grota/> Acesso em: 11/03/2019.

GUARAZ. In: Dicio: Dicionário Online de Português. Porto: 7 Graus, 2018. Disponível em: <https://www.dicio.com.br/guaraz/> Acesso em: 11/03/2019.

HILL, Telênia. O Poeta Lunar. In: CORREIA, Raimundo. Melhores Poemas de Raimundo Correia. 2. ed. São Paulo: Global, 2001.

INCUBAR. In: Michaelis: Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. São Paulo: Melhoramentos, 2019. Disponível em: <https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/incubar/> Acesso em: 11/03/2019.

INFANDO. In: Michaelis: Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. São Paulo: Melhoramentos, 2019. Disponível em: <https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/infando/> Acesso em: 11/03/2019.

JÚLIA, Francisca. Musa Impassíssel I. In: AZEVEDO, Sânzio. (sel.) Roteiro da Poesia Brasileira: Parnasianismo. São Paulo: Global, 2006.

KIMORI. Ligia Rivello Baranda. Os Mestres do Passado: Mário de Andrade Lê os Parnasianos Brasileiros. São Paulo: FFLCH-USP, 2014.

LIMA JR., Francisco A. DE CARVALHO. Profissão de Fé. In: BANDEIRA, Manuel. (org.) Antologia dos Poetas Brasileiros: Poesia da Fase Parnasiana. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1996. p.59.

LIRA, Pedro. Conceito de Poesia. São Paulo: Ática. 1992.

MEIRELES, Cecília. Cecília e Mário. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1996.

MONOLITO. In: Michaelis: Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. São Paulo: Melhoramentos, 2019. Disponível em: <https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/monolito/> Acesso em: 11/03/2019.

MOURA, Clóvis. Dicionário da Escravidão Negra no Brasil. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2004.

NEFANDO. In: Michaelis: Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. São Paulo: Melhoramentos, 2019. Disponível em: <https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/nefando/> Acesso em: 11/03/2019.

NIMBO. In: Dicio: Dicionário Online de Português. Porto: 7 Graus, 2018. Disponivel em: <https://www.dicio.com.br/nimbo/> Acesso em: 11/03/2019.

PAQUIDERME. In: Michaelis: Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. São Paulo: Melhoramentos, 2019. Disponível em: <https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/paquiderme/> Acesso em: 11/03/2019.

SAIBRO. In: Michaelis: Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. São Paulo: Melhoramentos, 2019. Disponível em: <https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/saibro/> Acesso em: 11/03/2019.

TUBA. In: Dicionário Informal. Disponível em: <https://www.dicionarioinformal.com.br/significado/tuba/2794/>. Acesso em: 11/03/2019.

TUBA. In: Michaelis: Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa. São Paulo: Melhoramentos, 2019. Disponível em: <https://michaelis.uol.com.br/moderno-portugues/busca/portugues-brasileiro/tuba/ > Acesso em: 11/03/2019.

VAl, Waldir Ribeiro do. Vida e obra de Raimundo Correia. Rio de Janeiro: Cátedra; Brasilia: INL, 1980.

Downloads

Publicado

2019-07-26