“Filme de Entrada”: o uso do audiovisual como método de pesquisa

Nilson Almino de Freitas, Ana Kélia de Sousa Viana

Resumo


O artigo trata de uma experiência de pesquisa onde o audiovisual é o método e a forma de aproximação com o grupo estudado. Entretanto, é um método que abre mão ou inverte uma hierarquia entre aquele que sabe, o pesquisador, e aquele que é “objeto”, o pesquisado. Discute-se a produção compartilhada de conhecimento através de uma simetria de ações e afetos entre os agentes envolvidos, inclusive “não humanos”, como é o caso dos equipamentos de filmagem. O filme tomado como exemplo para esta discussão é o “Arte e Cultura na Periferia – ACP”, produzido em 2015, que serviu como “filme de entrada” para novos projetos do Laboratório das Memórias e das Práticas Cotidianas – LABOME, da Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA.


Palavras-chave


filme de entrada; audiovisual compartilhado; pesquisa videográfica; acervo

Texto completo:

286-305 PDF

Referências


ABREU, Regina. Tal antropologia, qual museu?. Rev. do Museu de Arqueologia e Etnologia, São Paulo, Suplemento 7, 2008, p. 121-143.

CLIFFORD, James. Sobre a alegoria etnográfica. in.: A experiência etnográfica: Antropologia e literatura no século XX. Rio de Janeiro:UFRJ, 1998.

CLIFFORD, James. A experiência etnográfica. Rio de Janeiro: UFRJ ,1998.

COMOLLI, Annie. “Elementos de método em antropologia fílmica”. In.: FREIRE, Marcius LOURDOU, Philippe (orgs.). Descrever o visível: cinema documentário e antropologia fílmica. São Paulo: Estação Liberdade, 2009, pg.23-52.

ECKERT, Cornélia e ROCHA, Ana Luiza Carvalho da. Etnografia da duração: antropologia das memórias coletivas em coleções etnográficas. Porto Alegre, Editora Marcavisual, 2013.

DELEUZE, Gilles & GUATTARI, Félix. “Devir-intenso, devir-animal, devir-imperceptível”. in.: Mil platôs: capitalismo e esquizofrenia. vol.4, Rio de Janeiro, Editora 34, 1997

FREITAS, Nilson Almino de. Visualidades: Restituição e inserção social. Iluminuras. NUPECS/LAS/PPGAS/IFCH/UFRGS, v. 18, n. 45, 2017.

HIKIJI, Rose Satiko. Rouch compartilhado: premonições e provocações para uma antropologia contemporânea. Iluminuras, Porto Alegre, v.14, n.32, jan./jun. 2013, p.113-122.

FLUSSER, Vilém. Filosofia da Caixa Preta – Ensaios para uma futura filosofia da Fotografia. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2002.

GONÇALVES, Marco Antônio e HEAD, Scott. Confabulações da Alteridade: imagens dos outros (e) de si mesmos. in.: GONÇALVES, Marco Antônio e HEAD, Scott (Org.). Devires Imagéticos: a etnografia, o outro e suas imagens. Rio de Janeiro: 7letras, 2009.

WAGNER, Roy. A invenção da cultura. São Paulo, COSACNAIFY, 2010.

LATOUR, Bruno. Politicas da natureza: como fazer ci~ncia na democracia. Bauru, SP: EDUSC, 2004.

LIMA, Fábio Lúcio Moreira. Apostila de noções de técnicas de arquivo. Disponível no site http://www.fortium.com.br/blog/material/arquivologia.pdf, acessado dia 29 de julho de 2012.

MACDOUGALL, David. Cinema Transcultural. Antípoda, nº 9, julho-dezembro de 2009, p.47- 88.

VEYNE, Paul. Como se escreve a história e Foucault revoluciona a história. Brasília: UNB, 1998.




DOI: https://doi.org/10.22456/1984-1191.80388

Revista Iluminuras - Publicação Eletrônica do Banco de Imagens e Efeitos Visuais - NUPECS/LAS/PPGAS/IFCH/UFRGS

E-ISSN 1984-1191