Características do trabalho na agricultura familiar e sua influência na emigração dos jovens

Michele Barth, Jacinta Sidegum Renner, Margarete Fagundes Nunes, Gustavo Roese Sanfelice

Resumo


Em se tratando do trabalho na agricultura familiar, nos últimos anos houve gradativo aumento das migrações, principalmente de jovens do ambiente rural para o urbano. O objetivo dessa pesquisa foi investigar a percepção das pessoas que atuam na agricultura familiar sobre o seu trabalho e analisar os motivos que levaram os filhos a buscarem outros empregos. A pesquisa se caracteriza como observacional descritiva, com análise e discussão de dados sob o paradigma qualitativo. Participaram 80 agricultores da cidade de Linha Nova (RS). Os resultados sobre a percepção do trabalho indicaram como aspectos positivos a liberdade, autonomia e a satisfação de trabalhar junto à natureza. A quantidade de filhos dos agricultores que permanecem na agricultura é reduzida, principalmente os do sexo feminino. Na visão dos pais, isso é reflexo das características do trabalho, considerado pelos filhos como um trabalho penoso e difícil, além disso, mencionam a facilidade no acesso ao estudo, o que os leva a buscarem novas oportunidades de trabalho. 

Palavras-chave: Agricultura Familiar. Trabalho. Emigração de jovens.

Work characteristics in family agriculture and its influence on the emigration of young people

Abstract

In the case of work on family agriculture, in past years there was a gradual increase in migration, especially of young people from rural to urban environment. The objective of this research was to investigate the perception of people who work in family agriculture about their work and analyze the reasons who lead the children search for other jobs. The research is characterized as descriptive observational, with analysis and discussion of data from a qualitative paradigm. Participated 80 farmers from Linha Nova (RS) city. The results about the perception of the work indicated positives views as freedom, autonomy and satisfaction of working in nature. The children number of farmers who remain in agriculture is reduced, mainly females. At the parents view, this is a reflex of the work characteristics, considered by children as a painful and difficult work, moreover, mentions the ease access to the study, which leads them to seek new jobs opportunities.

Keywords: Family Agriculture. Work. Young People Emigration.


Texto completo:

256-276 PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1984-1191.64569

Revista Iluminuras - Publicação Eletrônica do Banco de Imagens e Efeitos Visuais - BIEV/LAS/PPGAS/IFCH/UFRGS

E-ISSN 1984-1191