A paisagem em Criúva e Vila Seca, Caxias do Sul, Brasil: uma narrativa etnográfica

Claudia Ribeiro, José Carlos Gomes dos Anjos, Guilherme Francisco Waterloo Radomsky

Resumo


Trajeto etnográfico realizado em contexto multidisciplinar de pesquisa motiva essa narrativa reflexiva. Recorre-se criticamente a observação participante realizada em dois distritos rurais nas circunvizinhanças da segunda maior cidade gaúcha (Caxias do Sul). O procedimento foi conduzido mediante o acompanhamento do ciclo de louvação da festa do Divino Espírito Santo, mas a narrativa própria, que desvela a paisagem como bem de uso comum no lugar, atinge-se através da atenção às alteridades desveladas nesse percurso. Nesse contexto, avaliam-se as contribuições e possibilidades do fazer etnográfico em um tema mais abrangente ainda a deslindar: a luta dos habitantes do lugar - agricultores há mais de 150 anos nos Campos de Cima da Serra - para continuarem seus projetos de vida. Pois, supostamente no mesmo espaço-tempo, a cidade exige outras ações, sob o discurso da conservação ambiental, contudo portando em seu bojo desejos de outras espécies. Nessa pesquisa de paisagem, mais do que compreender, almeja-se ressoar a voz de quem vive no lugar.

Palavras-chave: Paisagem. Ruralidade. Etnografia. 

The Landscape in Criúva and Vila Seca, Caxias do Sul, Brazil: an ethnographic narrative

Abstract

Ongoing ethnographic path nested in a multidisciplinary context research, motivates this reflective narrative. The participant observation conducted in two rural districts in the neighborhood of the second largest city of Rio Grandedo Sul (Caxias do Sul) is critically reviewed. The main procedure that was carried out was the following of celebrations cycle of the Holy Spirit. Despite this, the narrative that unfolds the landscape as a common use in the place it is reached through the attention to diversitiesunveiled in this path. In this context, the researchers seek to critically evaluate the contributions and possible contributions of ethnographic work to a more comprehensive theme. The drama to be empirically figured out is the struggles of inhabitants of the place - farmers since 150 years in Campos de Cima da Serra - to continue their life projects. It happens that, supposedly in the same space time, the city requires other actions in the discourse of environmental conservation, however showing desires of other species. In this landscape survey more than to understand, it’s aimed to resonate the voices of people who live in the place.

Key words: Landscape. Rurality. Ethnography.


Texto completo:

260-300 PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1984-1191.61253

Revista Iluminuras - Publicação Eletrônica do Banco de Imagens e Efeitos Visuais - BIEV/LAS/PPGAS/IFCH/UFRGS

E-ISSN 1984-1191