Coletivos em performance: algumas relações entre arte, corpo e política

Ana Carolina Freire Accorsi Miranda, Sabrina Marques Parracho Sant'Anna

Resumo


Os coletivos de artistas surgem na arte contemporânea brasileira na década de 1990, e assim passam a realizar suas intervenções artísticas, ou performances, no espaço público e também em espaços expositivos fechados, dentro dos chamados “cubos brancos”. Percebendo que a relação entre os coletivos de artistas e a poética performática se tornou solidificada ao longo da  institucionalização destes grupos , foi possível, estudando suas ações, desenvolver questões que mostram como esta relação permeia aspectos e questões sobre arte ,  corpo e  política.

 

Palavras chave: Coletivos de artistas. Performance. Corpo. Instituição

In collective performance: some relationships between art, politics and body

Abstract

The collective of artists emerge in brazilian contemporary art in the 1990s, and thus begin to carry out their artistic interventions and performances in public space and also in closed exhibition spaces named also as "white cubes". Realizing that the relationship between collective of artists and the performative poetics became solidified along the institutionalization of these groups, it was possible by studying their actions, develop questions that show how this relationship permeates aspects and issues about art, body and politics.

Key words: Collective of artists. performance. body. instituton

 


Texto completo:

212-221 PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1984-1191.49331

Revista Iluminuras - Publicação Eletrônica do Banco de Imagens e Efeitos Visuais - BIEV/LAS/PPGAS/IFCH/UFRGS

E-ISSN 1984-1191