A travessia da margem: Notas etnográficas sobre a memória coletiva na Travessa Venezianos

Estevan de Negreiros Ketzer

Resumo


O artigo busca compreender a apreensão da memória coletiva entre os moradores da Travessa Venezianos em Porto Alegre pelo referencial da antropologia urbana. Assim, a trajetória de vida de seus moradores, as transformações da Travessa e as histórias por eles contadas aparecem como elementos fundamentais para compreendermos a noção de patrimônio e este recebimento por aqueles que a habitam. Os desafios colocados pelo campo etnográfico problematizam a subjetividade dos observadores no entendimento dos objetivos do trabalho, bem como da percepção de uma noção mais complexa de intervenção sobre o urbano.


Palavras-chave


memória, cidade, Travessa, Venezianos, patrimônio

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1984-1191.18333

Revista Iluminuras - Publicação Eletrônica do Banco de Imagens e Efeitos Visuais - BIEV/LAS/PPGAS/IFCH/UFRGS

E-ISSN 1984-1191