Estudo retrospectivo sobre a prevalência de Streptococcus agalactiae em gestantes em um município do interior do Rio Grande do Sul, Brasil

Luiza Tesser, Otávio von Ameln Lovison, Fernanda Cattani

Abstract


Introdução: O Streptococcus agalactiae, também conhecido como estreptococo do grupo B (EGB), é uma bactéria pertencente à microbiota de seres humanos e encontra-se aderido às membranas das mucosas, colonizando principalmente os tratos gastrointestinal e geniturinário.

Métodos: Trata-se de um estudo retrospectivo que envolveu a coleta de dados do Laboratório de Análises Clínicas de Veranópolis (RS), no período de abril de 2014 a fevereiro de 2017.

Resultados: No período estudado, realizaram o exame no referido laboratório 109 gestantes que se encontravam a partir da 27ª semana de gestação, das quais 92 (84,4%) apresentaram resultado negativo e 17 (15,6%) apresentaram resultado positivo para S. agalactiae.

Conclusão: Os resultados demonstram a importância de realizar a pesquisa de S. agalactiae antes do parto, para manter o recém-nascido e a mãe em segurança e sem complicações.

Palavras-chave: Streptococcus agalactiae; gestantes

 


Keywords


Streptococcus agalactiae; gestantes



Copyright (c) 2018 Fernanda Cattani, Luiza Tesser, Otávio von Ameln Lovison

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

ISSN: 2357-9730 

http://seer.ufrgs.br/hcpa/

   

  

 

Apoio Financeiro:


 

Licença Creative Commons
The Clinical & Biomedical Research is licenced under Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.