Dependentes de Crack com Sintomas de Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade Consomem Mais Substâncias Psicoativas

Maria Graça Castro, Rosemeri Siqueira Pedroso, Renata Brasil Araujo

Abstract


Introdução: Sintomas do Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade (TDAH) são frequentes em usuários de substâncias psicoativas, entre eles os dependentes de crack/cocaína.

Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar a prevalência de sintomas de TDAH em dependentes de crack hospitalizados em uma unidade de dependência química.

Método: A amostra por conveniência foi formada por 101 dependentes de crack do sexo masculino que faziam uso de outras substâncias, com idades variando entre 18 e 52 anos (27,38 ± 7,76). Foram utilizadas Adult Self-Report Scale (ASRS) para avaliar os sintomas do critério A para TDAH, e entrevista clínica para investigar os demais critérios e o uso de substâncias.

Resultados: Usando a idade de 7 anos 8 (7,9%) sujeitos apresentaram sintomas de TDAH, quando o critério de idade foi 12 anos, 13 (12,9%) dos sujeitos apresentaram estes sintomas. Este grupo iniciou mais cedo o uso de álcool (P =0,038), consumia mais crack (133,38 pedras por semana; P =0,004) e cocaína (80,64 g; P =0,017).

Conclusão: A prevalência encontrada apesar de ser inferior àquela demonstrada em outros estudos, aponta para a importância do diagnóstico desta comorbidade que apresenta implicações no perfil de uso de substâncias e demanda uma terapêutica sinérgica.

 


Keywords


crack; TDAH, drogas; dependência



Copyright (c)



ISSN: 2357-9730 

http://seer.ufrgs.br/hcpa/

 

 

Apoio Financeiro:

 


Licença Creative Commons
The Clinical & Biomedical Research is licenced under Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.