REMODELAMENTO VENTRICULAR PÓS-INFARTO DO MIOCÁRDIO: CONCEITOS FUNDAMENTAIS E PERSPECTIVAS EMERGENTES

Authors

  • Luís E. P. Rohde Serviço de Cardiologia, Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Porto Alegre, RS, Brasil.

Keywords:

Infarto agudo do miocárdio, remodelamento, metaloproteinases

Abstract

Remodelamento ventricular se refere ao processo fisiopatológico caracterizado por alterações da morfologia ventricular e que, freqüentemente, culmina em dilatação das cavidades cardíacas. O processo de dilatação ventricular pós-infarto ocorre após um dano isquêmico agudo e irreversível, sendo influenciado primordialmente por três fatores interdependentes: o tamanho do infarto, o estresse da parede ventricular e o processo de cicatrização tecidual. Os meios
mais eficientes de evitar ou minimizar o aumento nas dimensões ventriculares após um infarto são através da limitação do dano isquêmico e da redução da pós-carga e da tensão da parede ventricular. Recentemente, o papel da síntese e degradação da matriz extracelular nos processos relacionados com o remodelamento ventricular pós-infarto vem recebendo grande interesse. A
modulação da atividade de uma família de enzimas proteolíticas, as metaloproteinases, responsáveis pela degradação de proteínas da matriz extracelular, emergiu como uma estratégia terapêutica potencial para pacientes em risco de desenvolver quadros de falência miocárdica. Dados promissores, utilizando modelos de infarto experimental, sugerem que esse tipo de
abordagem poderá ter um papel relevante no tratamento do remodelamento ventricular pósinfarto. De forma similar, diversos investigadores têm avaliado estratégias inovadoras de tratamento que se baseiam no conceito de que a regeneração do tecido miocárdico é factível e segura, envolvendo o uso de terapias com células pluripotentes. Inúmeros estudos experimentais
já avaliaram o uso destas células em diferentes modelos de lesão miocárdica, demonstrando resultados consistentemente benéficos em aspectos funcionais. Estudos clínicos estão sendo desenvolvidos em todo o mundo, incluindo iniciativas no Brasil, para definir o papel destas estratégias de tratamento na reversão do remodelamento ventricular pós-infarto.
Unitermos: Infarto agudo do miocárdio, remodelamento, metaloproteinases.

Downloads

Download data is not yet available.

Published

2020-03-05

How to Cite

1.
Rohde LEP. REMODELAMENTO VENTRICULAR PÓS-INFARTO DO MIOCÁRDIO: CONCEITOS FUNDAMENTAIS E PERSPECTIVAS EMERGENTES. Clin Biomed Res [Internet]. 2020Mar.5 [cited 2022May27];25(3). Available from: https://seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/100460

Issue

Section

Special Articles