EFEITOS HEMODINÂMICOS AGUDOS SOBRE A CIRCULAÇÃO E SOBRE O DESEMPENHO DO CORAÇÃO DOS PRINCIPAIS MEDICAMENTOS USADOS EM CARDIOLOGIA. 30 ANOS DE EXPERIÊNCIA

Waldomiro Carlos Manfroi

Abstract


Neste artigo apresentamos nossa contribuição na implementação do Laboratório de Hemodinâmica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, dotado de instrumentos de informática para armazenamento de dados e obtenção de variáveis hemodinâmicos imediatas, bem como aspectos metodológicos e os resultados dos efeitos hemodinâmicos sobre a circulação e sobre o desempenho do coração, durante cateterismo cardíaco, dos principais medicamentos usados
em cardiologia. Inicialmente, comparamos de forma duplo-cego os efeitos dos contrastes para selecionar os melhores contrastes disponíveis no meio. Em seqüência, passamos a identificar os índices mais confiáveis para avaliar o desempenho do coração para serem usados como indicadores fiéis nas investigações com os medicamentos. Nos estudos que realizamos com
os nitratos, demonstramos que eles melhoravam a motilidade dos segmentos isquêmicos do ventrículo esquerdo. O estudo com a amiodarona, demonstrou que o medicamento tinha propriedades semelhantes aos betabloqueadores. O estudo com os antagonistas do cálcio demonstrou que a nifedipina tinha um efeito predominantemente vasodilatador sobre a circulação sistêmica e pulmonar e o verapamil, propriedades inotrópicas negativas. Com o ensaio clínico com o uso de verapamil em paciente portadores de miocardiopatia primária dilatada, demonstramos que os 15 pacientes, acompanhados durante cinco anos, tiveram evolução favorável. Posteriormente, passamos a utilizar o verapamil por via venosa em pacientes com angina refratária aos nitratos durante cateterismo cardíaco. Todos os pacientes responderam favoravelmente ao novo tratamento. O estudo com a digoxina em pacientes com cardiopatia
isquêmica demonstrou que o medicamento aumenta as resistências vasculares sistêmica e pulmonar. O trabalho com o dipiridamol demonstrou que esse medicamento aumenta a freqüência cardíaca, a contratilidade miocárdica e o débito cardíaco. O trabalho duplo-cego com o uso do pindolol e o propranolol, por via endovenosa, demonstrou que o pindolol tende a melhorar o
motilidade segmentar de áreas isquêmicas do ventrículo esquerdo. Finalmente, o estudo com o citrato de sildenafil demonstrou que, uma hora após a administração de 50 mg do medicamento, não houve nenhuma alteração hemodinâmica ou sistêmica. 

Unitermos: Medicamentos, efeitos hemodinâmicos e cardiovasculares, cateterismo
cardíaco.


Keywords


Medicamentos; efeitos hemodinâmicos e cardiovasculares; cateterismo



Copyright (c) 2020 Clinical & Biomedical Research

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

ISSN: 2357-9730 

http://seer.ufrgs.br/hcpa/

 

 

Apoio Financeiro:

 


Licença Creative Commons
The Clinical & Biomedical Research is licenced under Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.