Navegar entre fronteiras: apontamentos sobre o Ensino de Artes Visuais na Universidade Federal da Integração Latino Americana

Autores

  • Gabriela Canale Miola Instituto Latino-americano de Arte, Cultura e História da Universidade Federal da Integração Latino-americana — UNILA, Foz do Iguaçu/PR

DOI:

https://doi.org/10.22456/2357-9854.92893

Palavras-chave:

Artes Visuais. Ensino da Arte. UNILA. Decolonial.

Resumo

Apontam-se práticas e reflexões do Ensino de Artes Visuais em andamento no contexto bilíngue e interdisciplinar da Universidade Federal da Integração Latino-americana. São assinaladas algumas características da implantação do projeto latino-americanista da universidade em Foz do Iguaçu, fronteira com Argentina e Paraguai. Por fim, apontam-se alguns desafios e práticas de Ensino decolonial das Artes em contexto multicultural.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriela Canale Miola, Instituto Latino-americano de Arte, Cultura e História da Universidade Federal da Integração Latino-americana — UNILA, Foz do Iguaçu/PR

É professora do Instituto Latino-americano de Arte, Cultura e História da Universidade Federal da Integração Latino-americana (UNILA). Doutora em Teoria Literária e Literatura Comparada pela Universidade de São Paulo (USP), mestre em Estudos Literários (UEL) e graduada em Comunicação Social (UEL). Como artista pesquisa as múltiplas relações entre as artes – tendo trabalhos expostos no Festival Internacional de Linguagem Eletrônica, Mostra Internacional de Videodança, Bienal de Dança entre outros. Atua como artista-educadora no Coletivo SIM!, vencedor do prêmio de Arte-Educação do Itaú Cultural. Fundadora e coordenadora do projeto Multigraphias de residências artísticas que recebeu mais de 100 artistas, de 10 diferentes países em residências virtuais e presenciais que resultaram em um acervo com milhares de obras e três exposições. Fundadora do "Coletivo SIM!" de Arte e Educação que desenvolve projetos de pesquisa e criação no campo das artes contemporâneas, atuando na confluência entre Artes Visuais, Literatura, Música e Dança. O projeto foi vencedor dos editais Vai e Rumos do Itaú Cultural. Membro dos grupos de Pesquisa "NATLA - Núcleo de Arte e Tecnologia latino-americano" e "Cartografias Imaginárias: Geopoética da Tríplice Fronteira".

Referências

BARBOSA, Ana Mae. A imagem no ensino da arte. São Paulo: Perspectiva, 1991.

BARBOSA, Ana Mae. Tópicos Utópicos. Belo Horizonte: C/Arte, 1998a.

BARBOSA, Ana Mae. (Org.). A compreensão e o prazer da arte. São Paulo: SESC Vila Mariana, 1998b.

BARBOSA, Ana Mae. Arte-Educação no Brasil. São Paulo: Perspectiva, 2002.

BARBOSA, Ana Mae. (Org.). Arte/Educação contemporânea: consonâncias internacionais. São Paulo: Cortez, 2005.

BARBOSA, Ana Mae. Ensino da arte: memória e história. São Paulo: Perspectiva, 2011.

BARBOSA, Ana Amália Tavares Bastos. Além do corpo: uma experiência em arte-educação. São Paulo: Cortez, 2014.

BRASIL. Lei nº 12.189, de 12 de janeiro de 2010 Dispõe sobre a criação da Universidade Federal da Integração Latino-Americana - UNILA e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2010/Lei/L12189.htm . Acesso em: 22 fev. 2018.

CANCLINI, Néstor García. Culturas híbridas: estratégias para entrar e sair da modernidade. Tradução de Ana Regina Lessa e Heloísa Pezza Cintrão. São Paulo: Edusp, 2006.

Estudantes da Unila denunciam nova ação da PM. Matéria disponível em

<http://www.vermelho.org.br/noticia/185522-1> Acesso em: 24 fev. 2018.

FANON, Frantz. Pele negra, máscaras brancas. Salvador: EDUFBA, 2008.

FANON, Frantz. Os Condenados da terra. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1979.

GÓES, Virginia Santiago dos Santos. Colonialidade do saber e a dinâmica universitária lationoamericana: reflexões desde e com o Eixo de Fundamentos da América Latina da UNILA. 2018. 180 f. Dissertação (Mestrado em Integração Latino-americana) – Universidade Federal da Integração Latino-americana – UNILA, Programa de Pós-Graduação em Integração Contemporânea da América Latina – PPGICAL, Foz do Iguaçu, PR, 2018.

MIGNOLO, Walter. Postoccidentalismo: el argumento desde América Latina. In: CASTRO-GÓMEZ, Santiago; MENDIETA, Eduardo (Coords.). Teorías sin disciplina: latinoamericanismo, poscolonialidad y globalización en debate. México: Miguel Ángel Porrúa, 1998.

MIGNOLO, Walter. Histórias locais/projetos globais: colonialidade, saberes subalternos e pensamento liminar. Trad. Solange Ribeiro de Oliveira. Belo Horizonte: UFMG, 2003.

MIGNOLO, Walter. Os esplendores e as misérias da “ciência ‟: colonialidade, geopolítica do conhecimento e pluri-versalidade epistêmica. In: SANTOS, Boaventura de Sousa (Org.). Conhecimento prudente para uma vida decente: um discurso sobre as ciências revisitado. São Paulo: Cortez, 2004. p. 667-710.

MIGNOLO, Walter. Histórias locais/ Projetos globais. Colonialidade, saberes subalternos e pensamento liminar. Belo Horizonte: UFMG, 2003.

MIOLA, Gabriela Canale (Org.). Catálogo I Mostra de Letras Artes e mediação Cultural, 2015. Disponível em: <https://issuu.com/gabrielacanale/docs/catalogo_revisado> Acesso em: 24 fev. 2019.

MIOLA, Gabriela Canale; CORREA, Lucas Juliano. Políticas e Poéticas Afirmativas: criação e ensino de Arte na Chave da Cultura Afro-brasileira. ANPAP, 2017. In: PARAGUAI, Luisa Angélica et al (Orgs.). Encontro da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas: Memórias e Inventações, 26., 2017, Campinas. Anais... Campinas: ANPAP, PUC, 2017. Disponível em: <http://anpap.org.br/anais/2017/PDF/EAV/26encontro______CORREA_Lucas_Juliano_Pereira__MIOLA_Gabriela_Canale.pdf> Acesso em: 12 jun. 2018.

PROJETO PEDAGÓGICO DA UNILA. Disponível em: <https://portal.unila.edu.br/institucional/projeto-pedagogico> Acesso em: 12 jun. 2018.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidad del poder, cultura y conocimiento en América Latina (Análisis). Ecuador Debate. Descentralización: entre lo global y lo local. Quito: CAAP, n. 44, p. 227- 238, ago. 1998.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidad del poder, globalización y democracia: tendencias básicas de nuestra época. Caracas: Instituto de Altos Estudios Internacionales Pedro Gual, 2000.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade do poder, eurocentrismo e América Latina. In: LANDER, Edgardo (Org.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latinoamericanas. Colección Sur Sur. Buenos Aires: CLACSO, 2005. p. 107-130.

RIBEIRO, Darcy. As Américas e a civilização: processo de formação e causas do desenvolvimento desigual dos povos americanos. São Paulo: Cia das Letras, 2007.

RIBEIRO, Darcy. A América Latina Existe? Brasília: Editora UNB, 2010.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Una epistemología del sur. México: CLACSO y Siglo XXI, 2009.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Descolonizar el saber, reinventar el poder. Montevideo: Trilce, 2010.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Para além do Pensamento Abissal: das linhas globais a uma ecologia de saberes. Revista Crítica de Ciências Sociais [on-line], v. 78, p. 3-46, out., 2007. Disponível em: <http://rccs.revues.org/753> Acesso em: 25 abr. 2017.

UNILA: Letras – Artes e Mediação Cultural | UNILA. Disponível em: <https://www.youtube.com/watch?v=iSouK_b04hQ> Acesso em: 22 fev. 2018.

VASCONCELOS, José. Ulises Criollo, prólogo de Emmanuel Carballo. México: Trillas, 1998. Vídeo mostra agressão de policiais a estudantes da Unila. Disponível em:

<https://ultimosegundo.ig.com.br/educacao/2012-06-10/video-mostra-agressao-de-policiais-a-estudantes- da-unila.html> Acesso em: 24 fev. 2018.

WALSH, Catherine. Pedagogías decoloniales caminando y preguntando: notas a Paulo Freire desde Abya Yala. Revista Entramados - Educación Y Sociedad, v. 1, n. 1, p. 17- 31, 2014.

Downloads

Publicado

2019-07-05

Como Citar

MIOLA, G. C. Navegar entre fronteiras: apontamentos sobre o Ensino de Artes Visuais na Universidade Federal da Integração Latino Americana. Revista GEARTE, [S. l.], v. 6, n. 2, 2019. DOI: 10.22456/2357-9854.92893. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/gearte/article/view/92893. Acesso em: 2 out. 2022.

Edição

Seção

Ensino/Aprendizagem das Artes na América Latina: colonialismo e questões de gênero