Financiamento Estudantil Público e a Expansão do Ensino Superior Privado no Brasil: o caso da Rede Wyden Educacional

Samantha Castro Vieira de Souza, Vera Lucia Jacob Chaves

Resumo


Este trabalho tem como objetivo analisar o financiamento estudantil público via FIES e ProUni e seu impacto na expansão do ensino superior privado no Brasil, em especial na Rede Wyden Educacional. O procedimento metodológico baseia-se numa pesquisa quantiqualitativa, realizada com fontes documentais primárias extraídas do Banco de Dados do Censo da Educação Superior no período de 2009 a 2019 e dos websites das instituições da rede Wyden. Os resultados apontam que o financiamento estudantil é o principal financiador da rede Wyden, especialmente o financiamento público por meio do FIES e do ProUni. A predominância das matrículas de estudantes com financiamentos estudantis, sejam públicos ou privados, traz como implicação o aumento da privatização do ensino superior no País, em especial dos grupos empresariais ligados à financeirização do setor educacional, como a Wyden Educacional.


Palavras-chave


Financiamento Estudantil. Wyden Educacional. FIES. ProUni. Financeirização.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil (de 16 de julho de 1934). Nós, os representantes do povo brasileiro, pondo a nossa confiança em Deus, reunidos em Assembleia Nacional Constituinte para organizar um regime democrático, que assegure à Nação a unidade, a liberdade, a justiça e o bem-estar social e econômico, decretamos e promulgamos a seguinte. Diário Oficial, Rio de Janeiro, 1934. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/Constituicao34.htm. Acesso em: 7 fev. 2021.

BRASIL. Constituição dos Estados Unidos do Brasil (de 18 de setembro de 1946). Diário Oficial, Rio de Janeiro, 1946. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao46.htm. Acesso em: 7 fev. 2021.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Diário Oficial da União, Brasília, 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm. Acesso em: 7 fev. 2021.

BRASIL. Lei nº 8.436, de 25 de junho de 1992. Institucionaliza o Programa de Crédito Educativo para estudantes carentes. Diário Oficial da União, Brasília, 1992. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8436.htm. Acesso em: 7 fev. 2021.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 7 fev. 2021.

BRASIL. Decreto nº 2.306, de 19 de agosto de 1997. Regulamenta, para o Sistema Federal de Ensino, as disposições contidas no art. 10 da Medida Provisória nº 1.477-39, de 8 de agosto de 1997, e nos arts. 16, 19, 20, 45, 46 e § 1º, 52, parágrafo único, 54 e 88 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 1997. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/d2306.htm. Acesso em: 7 fev. 2021.

BRASIL. Medida Provisória nº 1.865-4, de 26 de agosto de 1999. Dispõe sobre o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 1999. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/MPV/Antigas/1865-4.htm#:~:text=1865%2D4&text=MEDIDA%20PROVIS%C3%93RIA%20No%201.865,26%20DE%20AGOSTO%20DE%201999.&text=Disp%C3%B5e%20sobre%20o%20Fundo%20de,Superior%20e%20d%C3%A1%20outras%20provid%C3%AAncias. Acesso em: 7 fev. 2021.

BRASIL. Lei nº 10.260, de 12 de julho de 2001. Dispõe sobre o Fundo de Financiamento ao estudante do Ensino Superior e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 2001. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/leis_2001/L10260compilado.htm. Acesso em: 7 fev. 2021.

BRASIL. Decreto nº 4.914, de 11 de dezembro de 2003. Dispõe sobre os centros universitários de que trata o art. 11 do Decreto nº 3.860, de 9 de julho de 2001, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 2003. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/2003/D4914.htm#:~:text=Admitir%2Dse%2D%C3%A1%20a%20cria%C3%A7%C3%A3o,vagas%20definidos%20por%20aquele%20Minist%C3%A9rio. Acesso em: 7 fev. 2021.

BRASIL. Decreto nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005. Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 2005a. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2004-2006/2005/decreto/d5622.htm. Acesso em: 7 fev. 2021.

BRASIL. Lei nº 11.096, de 13 de janeiro de 2005. Institui o Programa Universidade para Todos – PROUNI, regula a atuação de entidades beneficentes de assistência social no ensino superior; altera a Lei nº 10.891, de 9 de julho de 2004, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 2005b. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2005/Lei/L11096.htm#:~:text=Institui%20o%20Programa%20Universidade%20para,2004%2C%20e%20d%C3%A1%20outras%20provid%C3%AAncias. Acesso em: 7 fev. 2021.

BRASIL. Lei nº 12.202, de 14 de janeiro de 2010. Altera a Lei nº 10.260, de 12 de julho de 2001, que dispõe sobre o Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior – FIES (permite abatimento de saldo devedor do FIES aos profissionais do magistério público e médicos dos programas de saúde da família; utilização de débitos com o INSS como crédito do FIES pelas instituições de ensino; e dá outras providências). Diário Oficial da União, Brasília, 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/lei/l12202.htm. Acesso em: 7 fev. 2021.

BRASIL. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação – PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm#:~:text=Aprova%20o%20Plano%20Nacional%20de,Art. Acesso em: 7 fev. 2021.

BRASIL. Emenda Constitucional nº 95, de 15 de dezembro de 2016. Altera o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o Novo Regime Fiscal, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 2016. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/emendas/emc/emc95.htm. Acesso em: 7 fev. 2021.

BRASIL. Decreto nº 9.057, de 25 de maio de 2017. Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, 2017. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2017/Decreto/D9057.htm. Acesso em: 7 fev. 2021.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Evolução do Ensino Superior: Graduação 1980 – 1998: Brasília: Inep, 2020a. Disponível em: https://download.inep.gov.br/download/censo/1998/superior/evolucao_1980-1998.pdf. Acesso em: 7 fev. 2021.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Microdados Censo da Educação Superior: 1980; 1985; 1990; 1995; 2000-2005; 2009; 2010-2019. Brasília: Inep, 2020b. Disponível em: https://www.gov.br/inep/pt-br/acesso-a-informacao/dados-abertos/microdados/censo-da-educacao-superior. Acesso em: 7 fev. 2021.

BRASIL. Ministério da Educação. Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior. Simule seu financiamento – Enfermagem. Brasília, DF: MEC, 2021. Disponível em: http://sisfiesportal.mec.gov.br/?pagina=simulacao&no_curso=ENFERMAGEM&semestres=10. Acesso em: 7 fev. 2021.

BRASIL. Receita Federal. Ministério da Economia. Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros. Gastos Tributários – Bases Efetivas: 2006-2019. Brasília, DF: RF, ME, Cetad, 2006-2020. Disponível em: https://receita.economia.gov.br/dados/receitadata/renuncia-fiscal/demonstrativos-dos-gastos-tributarios/dgt-bases-efetivas. Acesso em: 7 fev. 2021.

CÂMARA DOS DEPUTADOS. Orçamento da União. Execução Orçamentária (2003-2019). Brasília, DF: Câmara dos Deputados, 2021. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/ig-orcamento/. Acesso em: 7 fev. 2021.

CHAVES, Vera Lúcia Jacob. Expansão da privatização/mercantilização do Ensino Superior brasileiro: a formação dos oligopólios. Educação & Sociedade, Campinas, v. 31, n. 111, p. 481-500, abr./jun. 2010. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v31n111/v31n111a10.pdf. Acesso em: 7 fev. 2021.

CHAVES, Vera Lúcia Jacob; AMARAL, Nelson Cardoso. Política de expansão da Educação Superior no Brasil: o Prouni e o Fies como financiadores do setor privado. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 32, n. 04, p. 49-72, out./dez. 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-46982016000400049&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 7 fev. 2021.

CHAVES, Vera Lúcia Jacob; SANTOS, Maria Rosimary Soares dos; KATO, Fabíola Bouth Grello. Financiamento público para o Ensino Superior privado-mercantil e a financeirização. Jornal de Políticas Educacionais, v. 14, n. 08, jan. 2020. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/jpe/article/view/70063. Acesso em: 7 fev. 2021.

GUIMARÃES, Rodrigo Gameiro. As transformações do mercado do Ensino Superior e o endividamento estudantil no Brasil: uma produção do Estado neoliberal. 2018. Tese (Doutorado em Administração) – Escola de Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2018.

MANCEBO, Deise. Reforma universitária: reflexões sobre a privatização e a mercantilização do conhecimento. Educação & Sociedade, Campinas, v. 25, n. 88, p. 845-866, out. 2004. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/es/v25n88/a10v2588.pdf. Acesso em: 7 fev. 2021.

PALHARES, Isabela. Com ensino remoto e crise, faculdades particulares demitem professores. Folha de S. Paulo, São Paulo, 7 jul. 2020. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/educacao/2020/07/com-ensino-remoto-e-crise-faculdades-particulares-demitem-professores.shtml. Acesso em: 7 fev. 2021.

PRAVALER. Sobre o Pravaler. Pinheiros: Pravaler, 2021. Disponível em: https://www.pravaler.com.br/sobre-o-pravaler/. Acesso em: 7 fev. 2021.

REIS, Tayanne de Fátima Almeida Tabosa dos Reis. Financiamento estudantil nas instituições privado-mercantis de Ensino Superior no Brasil: o caso da Kroton Educacional. 2019. Dissertação (Mestrado em Educação) – Instituto de Ciências da Educação, Universidade Federal do Pará, Belém, 2019.

SANTOS FILHO, João Ribeiro dos. Financiamento da Educação Superior privado-mercantil: incentivos públicos e financeirização de grupos educacionais. 2016. Tese (Doutorado em Educação) – Instituto de Ciências da Educação, Universidade Federal do Pará, Belém, 2016.

SOUSA, Leila Maria Costa. Financeirização da Educação Superior privado-mercantil: implicações sobre o financiamento estudantil da Estácio Participações S.A. 2019. Dissertação (Mestrado em Educação) – Instituto de Ciências da Educação, Universidade Federal do Pará, Belém, 2019.

WYDEN EDUCACIONAL. Faculdade Área 1. Comissão Própria de Avaliação. Relatório de Autoavaliação Institucional. Salvador: Wyden, 2010. Disponível em: https://www.wyden.com.br/area1/cpa. Acesso em: 7 fev. 2021.

WYDEN EDUCACIONAL. Educação de Qualidade Internacional. Benefícios internacionais. Salvador: Wyden, 2021a. Disponível em: https://www.wyden.com.br/area1/beneficios-internacionais. Acesso em: 7 fev. 2021.

WYDEN EDUCACIONAL. Educação de Qualidade Internacional. Faculdade Faci. Pravaler: financie com juros zero. Belém: Wyden, 2021b. Disponível em: https://www.wyden.com.br/faci/financiamento/pravaler/pravaler-em-belem. Acesso em: 7 fev. 2021.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Fineduca adota o formato de publicação contínua.

Não há taxas para submissão, avaliação e publicação de artigos.

 

Fontes de Indexação:

LATINDEX

 

 

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.