Educação e Inclusão: garantia de direitos na Modernidade Líquida

Paula Corrêa Henning

Resumo


O presente artigo problematiza o discurso da Inclusão nos espaços escolares na atualidade. Busca evidenciar traços da episteme moderna que, ainda hoje, serve de solo positivo para composição dos saberes e da moral operados pela Educação. Trata-se de uma figura hegemônica e emblemática ao falarmos em modernidade: a Igualdade. Provoca o pensamento acerca de novas configurações nessa episteme e problematiza discursos atuais da Igualdade, como a Inclusão nos espaços escolares em tempos de Modernidade Líquida. As Ciências Humanas com a produção de saberes legítimos vai compondo um campo de visibilidade ao discurso da Igualdade encarnado na proliferação do discurso de uma escola para todos.


Palavras-chave


Ciências Humanas; Educação; Episteme Moderna; Igualdade e Inclusão Escolar

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo