Educação Ambiental e Estudos Culturais: entre rasuras e novos radicalismos

Shaula Maíra Vicentini de Sampaio

Resumo


Este artigo discute os (des)encontros - conflituosos, mas potentes - entre os polimorfos campos da educação ambiental e dos estudos culturais. Mostra que muitas pesquisas realizadas a partir dessa articulação dedicaram-se a imprimir rasuras em discursos que circulam na cultura sobre natureza e meio ambiente. Mas e quando desconstruir não é o bastante? Os recentes debates sobre a crise ambiental, o Antropoceno, as mudanças climáticas e seus desdobramentos sociais trazem a necessidade de formularmos novas perguntas sobre as conexões entre cultura e ambiente. Por fim, interroga se o viés político que marca os estudos culturais desde sua emergência pode contribuir na busca por novos radicalismos em educação ambiental.

 

Palavras-chave


Educação Ambiental; Estudos Culturais; Antropoceno; Crise Ambiental



Direitos autorais 2019 Educação & Realidade

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo