Heidegger, o Pós-Moderno e a Educação

Sandra Fonte

Resumo


Neste artigo, indago em que medida a ontologia heideggeriana pode ter inspirado o relativismo ontológico contemporâneo e contribui para a estruturação da agenda pós-moderna na educação. A meu ver, na noção de superação da metafísica, desenvolvida pelo segundo Heidegger, configura-se uma ontologia antimaterialista de cuja aversão à objetividade decorre uma desqualificação do conhecimento objetivo, em especial da ciência. Esse é o núcleo central ao qual a agenda pós presta seu tributo e, em vários aspectos, atualiza. Inicialmente, discuto a noção de superação da metafísica em textos heideggerianos. Em seguida, aprecio as aproximações e os distanciamentos entre o pensamento heideggeriano e o pós-moderno. Por fim, discuto os desdobramentos educacionais da apropriação da filosofia do segundo Heidegger pela agenda pós.

Palavras-chave


Heidegger, Martin. Ontologia. Educação. Pós-moderno.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo