O numerável, o mensurável e o auditável: estatística como tecnologia para governar

Autores

  • Samuel Edmundo López Bello UFRGS
  • Clarice Traversini UFRGS

Palavras-chave:

Estatística. Governamentalidade. Analfabetismo. Programas educacionais

Resumo

O presente artigo tem por objetivo analisar a relação entre o saber estatístico e a governamentalidade. Na primeira seção, destacamos aspectos históricos das práticas sociais na constituição da estatística como saber do Estado. Na segunda seção, mostramos como, na governamentalidade neoliberal contemporânea, a estatística torna-se uma tecnologia de governo para gerenciar áreas de risco social. Para isso, analisamos um programa de redução do analfabetismo no Brasil, mostrando, por um lado, os usos que o programa faz do saber estatístico para a gestão do risco social; por outro, como os números operam para tornar o programa auditável, ou seja, para manter sua credibilidade na aferição do investimento financeiro na diminuição do analfabetismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Arquivos adicionais

Publicado

2009-06-24

Como Citar

Bello, S. E. L., & Traversini, C. (2009). O numerável, o mensurável e o auditável: estatística como tecnologia para governar. Educação &Amp; Realidade, 34(2). Recuperado de https://seer.ufrgs.br/index.php/educacaoerealidade/article/view/8267

Edição

Seção

Governamentalidade e Educação