Textos e Contextos na Reforma das Licenciaturas: o caso da UFPel

Maria Manuela Alves Garcia

Resumo


O artigo discute a reforma dos currículos escritos de sete cursos de licenciatura da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), decorrente das Diretrizes Curriculares Nacionais de 2002, utilizando como fontes análise documental e dezesseis depoimentos orais de sujeitos que estiveram envolvidos com esse processo na Universidade. Tendo como campo teórico estudos no campo das políticas curriculares e a noção foucaultiana de poder-saber, destacam-se a correlação de forças e as disputas materiais e simbólicas que atuaram na reforma e os seus impactos em termos dos saberes da formação docente. O estudo conclui que a construção da política no contexto estudado teve efeitos contraditórios, implicando um movimento de homogeneização e diferenciação dos currículos e o avanço de uma tendência pragmatista na formação docente.


Palavras-chave


Política Curricular; Reforma; Licenciaturas

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo