Condição infantil e autoridade amorosa em Johann Friedrich Herbart

Cláudio Almir Dalbosco

Resumo


O presente ensaio investiga o modo como Johann Friedrich Herbart trata do problema do autogoverno pedagógico no âmbito da educação infantil, tomando como referência o primeiro livro, intitulado Governo das Crianças (Regierung der Kinder) de sua obra Pedagogia Geral (Allgemeine Pädagogik), publicada em 1806. Dividindo-se em três partes, investiga, na primeira, a concepção herbartiana de criança, tratando, na segunda parte, do perfil do educador. Conclui, por fim, na terceira parte, com algumas críticas à pedagogia infantil herbartiana. Retém, como resultado importante da investigação, que a postura ativa do sujeito educacional só pode ser alcançada, no âmbito da educação infantil, quando estiver ancorada na pedagogia da autoridade amorosa.

 

Palavras-chave


Pedagogia; Autoridade; Amor; Governo; Autogoverno

Texto completo:

Acesso ao artigo


Direitos autorais 2018 Educação & Realidade

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo