Orientandos e Orientadores no Século XXI: Desafios da Pós-Graduação

Maria Helena da Nóbrega

Resumo


Este artigo objetiva analisar como se caracteriza a orientação acadêmica, precisamente o relacionamento orientando-orientador. Além da observação participante, a metodologia sustenta-se no percurso teórico-bibliográfico do tema. A análise leva em conta a orientação na área de línguas, precisamente português para falantes de outras línguas, justificado pela crescente internacionalização das universidades brasileiras. O resultado mostra carência de estudos, sobretudo no Brasil. Como conclusão, a autora propõe estreitar a relação entre pesquisa, ensino e orientação, adequando-a ao século XXI, bem como garantir formação específica para o orientador.


Palavras-chave


Orientação; Programas de Pós-Graduação; Formação Profissional



Direitos autorais 2018 Educação & Realidade

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo