Metafísica da subjetividade na Educação: as dificuldades do desvencilhamento

Nadja Hermann Prestes

Resumo


Uma compreensão da educação hoje, seja enquanto crítica radical que reconhece
a perda do princípio unificador do sistema pedagógico, seja enquanto reconstrução de seu possível sentido, implica no entendimento da metafísica da subjetividade. Isto é demarcado a partir de Descartes e Kant que são exemplares da instauração da consciência subjetiva, racional e autônoma que justificou o projeto educativo moderno. Com Nietzsche é sinalizada a crítica à metafísica, desfazendo a pretensão da razão autônoma produzir a verdade e fundamentar a moral. Devedora das ilusões geradas pela metafísica, a educação tem dificuldades de lidar com a perda de suas bases de justificação.


Palavras-chave


Metafísica, Filosofia da Educação

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2017 Nadja Hermann Prestes

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo