"Um preto mais clarinho ... " Ou dos discursos que se dobram nos corpos produzindo o que somos

Luís Henrique Sacchi dos Santos

Resumo


Este artigo analisa representações culturais de corpo a partir da perspectiva dos Estudos Culturais. Tal campo de estudos possibilita o entendimento de que a educação se dá através de uma multiplicidade de espaços e produtos culturais, não se limitando à escola. O estudo aqui apresentado parte das observações realizadas em uma sala de aula de ciências de um curso supletivo para adultos/as trabalhadores/as metalúrgicos, para uma análise dos discursos (mídia, ciência, religião etc.) que vêm enfatizando a branquidade (a "raça branca") como a norma a ser seguida. O argumento principal é o de que as representações culturais hegemônicas (aqui, a de branquidade) apresentadas por estes diferentes discursos estão produzindo identidades negras dobradas à branquidade.


Palavras-chave


representação cultural, identidade, corpo, branquidade, discurso, Estudos Culturais

Texto completo:

PDF


Direitos autorais 2017 Luís Henrique Sacchi dos Santos

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo