Juventude: trabalho, escola e desigualdade

Vicente Faleiros

Resumo


No sistema capitalista
globalizado a contradição entre a redução de postos de trabalho e maior exigência de
qualificação de mão de obra se expressa, de forma significativa, na situação particular da
juventude brasileira no início do século XXI. Acentua-se a exigência por escolaridade
para inserção de jovens no mercado de trabalho, enquanto que a escola não tem dado
respostas a esta demanda. Por outro lado, a demanda por sobrevivência leva os jovens
mais pobres a buscarem emprego para enfrentar as desigualdades sociais, provocandose
um círculo vicioso entre a maior demanda por escolaridade e a necessidade de se ter
um trabalho mais cedo. O resultado dessa pesquisa mostra que se torna praticamente
inconciliável, para grande parte dos jovens, a relação entre trabalho e escola. Analisamos
as mais recentes estatísticas do IBGE e do Dieese

Palavras-chave


Juventude. Trabalho. Escola. Desigualdade.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo