Educação e comunicação: uma abordagem histórico-filosófica.

Antônio Zuin

Resumo


O objetivo deste artigo é argumentar que a história do processo educacional/formativo é marcada
pelo desenvolvimento das mediações técnicas que permitiram a sua comunicação
e difusão. De acordo com esta análise, observa-se a presença dos sentimentos de euforia
ou de ressentimento em relação a tais mediações – fato este que reforça a caracterização
da técnica como fetiche. É justamente a recuperação histórico-filosófica deste processo
que possibilita compreender a técnica como produto do trabalho humano e que, desta
forma, pode e deve ser empregada para construção do processo educacional/formativo.

Palavras-chave


técnica, comunicação, fetiche, indústria cultural, Theodor W. Adorno.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo