Compulsão à comunicação: modos de fazer falar de si.

Cleber Ratto

Resumo


O presente artigo busca colocar em questão a emergência de uma “sociedade da
comunicação” como padrão hegemônico de descrição da cultura contemporânea,
analisando um dos principais efeitos dessa lógica: uma “compulsão à
comunicação” que acaba enfraquecendo o espaço público e a ação política.
Para tanto, oferece uma análise das principais linhas provenientes de tal
fenômeno, cuja intensificação vêm produzindo um apelo quase irresistível à
confissão íntima e a uma suposta auto-reflexividade com pretensa vocação
formadora. O autor traz como aporte teórico-crítico sociólogos da atualidade
ligados a uma tradição crítica da educação e da cultura contemporâneas com os
quais busca pensar possíveis novos modos de sociabilidade e ação política.

Palavras-chave


educação, comunicação, contemporaneidade.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo