Educação, Cinema e Estética: elementos para uma reeducação do olhar

Robson Loureiro

Resumo


O artigo explora as possíveis conexões entre educação e cinema a partir de uma perspectiva da reeducação do olhar, portanto, da sensibilidade estética. É possível uma reeducação do olhar em relação ao cinema? Mas que olhar seria esse? Que critérios teóricos adotar para realizar essa tarefa? Pensar em uma discussão sobre educação ou reeducação do olhar em relação ao cinema é, antes de tudo, refletir sobre o papel que os estúdios de Hollywood têm tido na produção de determinadas estéticas hegemônicas ao longo das últimas décadas e recuperar experiências que ousaram desafiar essa hegemonia. Com esse intuito, o presente artigo trata de elementos de uma teoria crítica em relação à estética do cinema a partir do encontro entre a filosofia Theodor Adorno e o cinema de Alexander Kluge.

Palavras-chave


Educação. Cinema. Estética. Teoria-Crítica. Theodor Adorno.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo