A Propósito de uma Estética Formativa Mediante um Conceito-Paisagem

Marlene Souza Dozol

Resumo


O presente ensaio busca indicar a diversidade de itinerários de pesquisa e a multiplicidade de linguagens permitidas pela ampla ideia de formação humana. Propõe ao leitor o exercício de investigá-la mediante fragmentos de um romance epistolar, um tratado de educação e uma carta que procura defender os princípios de tal tratado, nomeadamente: Júlia ou a nova Heloísa, Emílio ou Da Educação e Carta a Christophe de Beaumont, da obra de Jean-Jacques Rousseau. Para tanto, elege o conceito de educação negativa que aparece nesses escritos na intenção de acompanhar o seu deslizar de uma determinada filosofia de educação em direção a uma estética formativa que se faz compreender pelo cruzamento entre filosofia, literatura e paisagismo.


Palavras-chave


Formação. Estética. Educação Negativa.

Texto completo:

Acesso ao artigo


Direitos autorais 2017 Educação & Realidade

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo