Fios que Tecem o Tempo Escolar: do ritmo padrão à simultaneidade

Ana Sueli Teixeira de Pinho, Elizeu Clementino de Souza

Resumo


Este texto tem por objetivo tecer os fios que, de modo complexo, atam e desatam, de forma silenciosa, a constituição do tempo em duas escolas com classes multisseriadas da Ilha de Maré, problematizando a ideia de ritmo padrão e apontando a simultaneidade como possibilidade para o tempo escolar. Do ponto de vista metodológico foi adotada a narrativa (auto)biográfica, e a técnica de pesquisa selecionada foi a entrevista narrativa. O estudo realizado aponta que o tempo escolar, das duas escolas pesquisadas, é convidado a reconhecer a existência e a legitimidade de outros tempos, para além do seu: o tempo da maré, o tempo do trabalho, o tempo das práticas simbólicas, o tempo livre e as temporalidades dos sujeitos.


Palavras-chave


Tempo Escolar. Ritmo Padrão. Simultaneidade. Narrativa (Auto)Biográfica.

Texto completo:

Acesso ao artigo


Direitos autorais 2017 Educação & Realidade

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo