Formação Experiencial de Adultos Não Escolarizados: saberes e contextos de aprendizagem

Carmen Cavaco

Resumo


O artigo resultou de uma investigação qualitativa, baseada em entrevistas biográficas, que teve como objectivo analisar o processo de formação experiencial de adultos não escolarizados. Procurámos analisar o modo como estes adultos se formaram ao longo da vida, o que aprenderam, que contextos e pessoas são significativos nessa aprendizagem. Seguindo um referencial teórico baseado na formação experiencial e nas histórias de vida, entende-se que a formação é um processo muito amplo, que se confunde com a experiência de vida. Verificou-se que os adultos não escolarizados possuem saberes diversificados e multidimensionais, que resultaram de processos de formação experiencial, em todos os tempos e espaços da sua vida.


Palavras-chave


Adultos. Analfabetos. Formação Experiencial. Saberes.

Texto completo:

Acesso ao artigo


Direitos autorais 2016

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo