As Concepções de Infância e as Teorias Educacionais Modernas e Contemporâneas

Paulo Ghiraldelli Jr.

Resumo


O texto trata de diferentes concepções de infância, em Descartes, Nabokov, Hegel, Ariés e outros. Comenta uma posição metafísica e uma posição
historicista. A concepção naturalista de infância, no início, é uma metafísica posição.
Ela tem duas direções, com Rousseu e Nabokov, por exemplo. Em vez disso, Hegel e
Ariés seguram a bandeira dos historicistas, mas eles ainda estão no campo da metafísica.
Podíamos dar mais um passo, com Rorty, unindo naturalismo e historicismo. O texto
coloca as concepções de infância junto com as concepções de filosofia da educação e
teoria educacional. No final, o texto mostra um novo pensamento: o campo pós-moderno
em filosofia da educação e teoria educacional, em que se abandona a noção moderna
de infância.


Palavras-chave


Infância. Filosofia da Educação. Pragmatismo. História da Educação. Rorty.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo