Adolescência: monstruosidade cultural?

Rosângela Soares

Resumo


Este artigo se estrutura sobre a pedagogia dos monstros, principalmente abordada pelas teses de Jefrey Cohen, para analisar a adolescência. Desse modo, discute narrativas sobre o ser adolescente oriundas
de campos disciplinares como a psicologia e a biologia. O objetivo central do texto
é demonstrar o processo adolescente como uma construção cultural, em contraposição
à naturalização da adolescência. Nesse sentido, problematiza a produção de identidades
sociais e culturais, enfatizando, nessa produção, as categorias de gênero e sexualidade.


Palavras-chave


Adolescência. Pedagogia dos Monstros. Gênero e Sexualidade.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo