Anatomias de Consumo: investimentos na musculatura masculina

Alex Branco Fraga

Resumo


Neste trabalho procuro analisar algumas conexões entre o volume de investimentos, as formas
de gerenciamento e a exposição na mídia de anatomias masculinas contemporâneas. A
partir de conceitos pertinentes às teorias culturais, como representação, identidade, diferença
e masculinidade, busco indicar as formas como o corpo vem sendo distintamente
vivido e educado, inscrito e registrado, dentro de diferentes ritmos de produção e consumo,
de prazer e dor. Destaco ainda algumas representações que ao longo do tempo vêm
marcando a musculatura masculina como algo monstruoso, em especial body-builders e
pit-boys, e as diferentes formas de se constituir e de se mostrar viril dentro desse espetáculo
anatômico.


Palavras-chave


Corpo. Representação. Identidade. Masculinidade. Consumo.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo