Imagens de uma Nova Economia Identitária dos Corpos Grávidos

Maria Simone Vione Schwengber, Denise Raquel Rohr

Resumo


A ideia orientadora deste artigo é a de que as imagens criam representações relativas às feminilidades, introduzindo uma nova economia identitária dos corpos grávidos. Investigamos a produção discursiva das identidades maternas divulgadas na revista brasileira Pais e Filhos. Como ferramenta teórico-metodológica, fizemos uso dos conceitos de análise de discurso de Michel Foucault. Selecionamos as imagens, observando os movimentos históricos em circulação, que exprimem, mediante transformações do lugar das práticas corporais e esportivas, a intervenção nos corpos, afirmando posições identitárias – a da mãe esportiva, delicada, moderada, equilibrada, forte, firme, preparada, sensual, limpa, sem manchas.


Palavras-chave


Imagens. Práticas Corporais e Esportivas. Corpo Grávido.

Texto completo:

Acesso ao artigo


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo