Língua Estrangeira Moderna na Escola Pública: possibilidades e desafios

Rogério Casanovas Tilio

Resumo


O objetivo deste artigo é discutir as possibilidades e desafios do ensino de língua estrangeira na escola pública brasileira. Em um momento social, econômico e político em que o governo se mostra interessado na aprendizagem (urgente) de línguas estrangeiras na escola pública, acirra-se ainda mais a disputa entre duas metodologias que se pretendem ideais: de um lado, o ensino com foco na leitura; do outro, o ensino das competências escritas e orais da língua. A partir da chamada abordagem comunicativa e dos documentos oficiais nacionais, aponta-se para uma desconstrução dessa disputa entre metodologias, indicando possibilidades de trabalho efetivo à luz dos documentos oficiais e de uma ressignificação da abordagem comunicativa.


Palavras-chave


Língua Estrangeira. Ensino Público. Documentos Oficiais. Competências Escritas e Orais.

Texto completo:

Acesso ao artigo


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo