A Representação da Deficiência em Livros Infantis: séculos XIX e XX

Ann Dowker

Resumo


O presente artigo analisa a representação de personagens deficientes em livros britânicos e norte-americanos do século XIX ao início do século XXI. São analisados tanto os assim chamados clássicos infantis quanto livros fora de edição ou não tão disponíveis. Uma das conclusões é que a representação de personagens deficientes geralmente é mais complexa e variada nos livros mais antigos. Além disso, segundo a visão de muitos autores do século XIX e início do século XX, é necessário aceitar infortúnios como uma forma de obediência a Deus, mas também porque, em última análise, eles são considerados um bem. Portanto, em muitos livros, a deficiência e sua cura, quando ocorre, estão associadas com o caráter.


Palavras-chave


Literatura Infantil. Personagens com Deficiência. Escola do Sofrimento.

Texto completo:

Acesso ao artigo


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo