O Presídio Feminino como Espaço de Aprendizagens

Timothy D. Ireland, Helen Halinne Rodrigues de Lucena

Resumo


Baseado em um estudo realizado em 2008, no presídio feminino de João Pessoa (PB), com o objetivo de compreender a relação entre as aprendizagens ao longo da vida de mulheres encarceradas e as motivações/circunstâncias de vida que as levaram a cometer prática (s) delituosa (s), o texto busca analisar o conteúdo das suas narrativas. Para isso, adotou como eixos específicos de análise as categorias família, trabalho, escola e prisão. Ao destacar a última– prisão –, pretende-se dar visibilidade ao contexto prisional como lócus de múltiplas contradições e como espaço onde se constroem biografias de aprendizagens, sejam elas voltadas ou não para a emancipação.

Palavras-chave


Educação em Prisões. Biograficidade. Aprendizagem e Educação ao Longo da Vida. Mulheres Encarceradas.

Texto completo:

Acesso ao artigo


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo