Aprendizagens com Adultos Recicladores

Nilton Bueno Fischer

Resumo


Neste artigo desenvolvo argumentos que procuram afirmar a indispensável parceria com autores filiados ao campo da antropologia e sociologia, na compreensão de como “práticas sociais de escolarização” de jovens e adultos precisam de categorias de análise oriundas dessas duas áreas. Ao tomar duas experiências dentro de um projeto de escolarização na periferia de Porto Alegre, junto aos homens e mulheres recicladores do lixo urbano, proponho a superação de reducionismos classificatórios, tanto na idealização como na manipulação dos conhecimentos produzidos por esses trabalhadores. Nas conclusões, enfatizo a importância da escuta qualificada desses sujeitos, para oportunizar situações de “ensino-aprendizagem” relacionais (entre sujeitos e entorno social), bem como para a construção de ferramentas de análise aos educadores presentes nesses espaços.

Palavras-chave


educação popular, educação de adultos, educação periferias urbanas, formação professores.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo