Educação e as Novas Concepções de Realidade, Interação e Conhecimento

Francisco Adaécio Dias Lopes, Luiz Carlos Jafelice

Resumo


Neste artigo analisamos as colocações de pensadores como Nietzsche, Heidegger e Foucault, dentre outros, acerca da suposta superioridade epistemológica da modernidade, fruto do entendimento comum de que os modelos explicativos modernos manteriam uma conexão privilegiada com a realidade, tida como absoluta. Consideramos que os entendimentos propostos por estes pensadores modificam as concepções de interação e de conhecimento e que, portanto, isso deve ser considerado para uma concepção revisionista de educação. Nesse sentido, analisamos e contrapomosos questionamentos básicos da crítica à pós-modernidade, como passou a ser chamada a cena atual, e de forma sucinta indicamos caminhos metodológicos para uma prática educacional para esse contexto.

 


Palavras-chave


Realidade. Interação. Pós-modernidade. Educação Revisionista

Texto completo:

Acesso ao artigo


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

 

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo