Críticas Piagetianas e Psicanalíticas à Atual Formação de Professores

Paulo Padilla Petry

Resumo


Neste artigo, parte-se das teorias piagetianas e psicanalíticas para criticar algumas práticas atuais na formação de educadores. Pela teoria psicanalítica, é impossível chegar a um meio termo ideal entre repressão excessiva e falta de limites, mas é possível criticar a idéia de ajustar medidas educativas aos educandos por dificultar a ação educativa e aumentar a impotência de pais e professores. Pela teoria piagetiana, parece claro que a mera repetição de teorias apresentadas em cursos não causa grande impacto na prática educativa e que uma alternativa viável mais interessante para mudar a educação seriam cursos nos quais os educadores possam construir suas

Palavras-chave


Psicanálise e Educação. Tomada de Consciência. Formação de Professores.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo