O Jovem Macho e a Jovem Difícil: governo da sexualidade no currículo

Shirlei Rezende Sales, Marlucy Alves Paraíso

Resumo


Este artigo analisa o processo de produção de subjetividades juvenis na interface do currículo escolar e do currículo do Orkut (rede social). O argumento desenvolvido é o de que a sexualidade, pautada na heteronormatividade, é acionada e intensamente regulada nos discursos investigados, tendo como efeito o governo da juventude. A regulação se dá pormeio da tecnologia da zuação, a qual é composta por várias técnicas como o sarcasmo, a ironia, o deboche, o repúdio, o banimento etc. No caso dos garotos, há nos discursos uma declarada homofobia, demandando o jovem macho. Quanto às garotas, a regulação incide sobre a quantidade de parceiros nas práticas de ficar ou pegar, demandando a jovem difícil.


Palavras-chave


Gênero. Sexualidade. Governo. Currículo. Juventude.

Texto completo:

Acesso ao artigo


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo