Sobre o Bem-estar na Revista Boa Forma: corpo, lazer, normalização

Beatriz Staimbach Albino, Priscila Daniela Hammes, Alexandre Fernandez Vaz

Resumo


O trabalho trata de alguns lugares do discurso do lazer na revista Boa Forma, tomando como objeto as prescrições de bem-estar. Foram analisadas, a partir do conceito crítico de indústria cultural, a seção específica sobre o tema, a capa e os editoriais das edições de 2005 a 2007, e de set./fev. de 2001 a 2004. Os resultados apontam para: 1. uma interface entre embelezamento, bem-estar e lazer que tendo o corpo como objeto de investimento transforma-o, por meio de um labor que se escamoteia, em mercadoria; 2. a presença de promessas repetidas, mas não cumpridas, de reconciliação com a natureza pelo incentivo ao resgate de uma beleza que seria inata, um dom, e ao investimento no aparato espiritual que se vale de técnicas de auto-ajuda. Ao final, ressalta-se o caráter de obrigatoriedade e de instrumentalização do ideário do bem-estar, como vida plena, para normalização dos corpos e das condutas.


Palavras-chave


Corpo Feminino. Bem-estar. Lazer. Revista Boa Forma. Theodor W. Adorno.

Texto completo:

PDF


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo