AS MULHERES E O EXERCÍCIO DA DOCÊNCIA NA FACULDADE DE DIREITO DA UFRGS: uma análise do quinquênio 2012-2017

Autores

  • Roberta Pamplona

Resumo

Este trabalho discute o exercício da docência, pela perspectiva de gênero, na
perspectiva das discussões sobre as profissões jurídicas, por meio do estudo do caso da Faculdade de Direito da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Busca-se responder como as mulheres exerceram a docência no quinquênio 2012-2017, visto que é um período contemporâneo e de expansão da instituição analisada. A teoria do regime de gênero de Raewynn Connell e a teoria dos campos sociais de Pierre Bourdieu são utilizadas a fim de descrever a Faculdade de Direito como um campo jurídico-acadêmico genderizado. A investigação incluiu a coleta e a análise de documentos oficiais enfocando dois aspectos: i) a trajetória e a atuação profissional das docentes; e ii) as disciplinas ministradas por homens e por mulheres. As trajetórias femininas marcadas com mais ênfase de atuação no campo jurídico são mais tradicionais, e as trajetórias marcadas com mais ênfase no campo acadêmico resultam na atuação em áreas mais inovadoras. Por fim, há determinadas áreas ou disciplinas sem qualquer participação feminina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-12-18