Reflexo dos métodos da administração colonial nas Américas na administração pública atual: Estudo comparativo entre a administração colonial nas Américas e suas consequências na atualidade

Autores

  • Dionéia Kuze Rios
  • Ivanir Casagrande

Resumo

O presente artigo teve por objetivo demonstrar que os efeitos dos processos de colonização repercutem até hoje, como consequência histórica da expansão econômica e sócio-cultural, nos padrões e referências que se utiliza e a qual pertencemos, nas culturas organizacionais, na administração pública e privada, em seus métodos e atuações. A metodologia utilizada foi a pesquisa bibliográfica onde o processo comparativo foi construído através do estudo da formação dessas sociedades, analisando a participação ou a ausência que seus indivíduos tiveram na administração pública, em seus poderes de atuação e o quanto isto refletiu em seu desenvolvimento na atualidade. A análise das colônias americanas foi dividida de acordo com os agentes colonizadores: pelos portugueses, colonização do Brasil; pelos espanhóis, grande maioria dos países da América do Sul, alguns da América Central e da América do Norte, onde atualmente encontra-se o México e parte do oeste norte-americano; pelos ingleses, a costa leste norte-americana, onde iniciou-se o processo de colonização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2016-12-21