Aspectos socioambientais: sociedade sustentável, o princípio da precaução e a mediação

Autores

  • Luzia Klunk
  • Renato de Oliveira

Resumo

Após a Revolução Industrial, em que a produção em massa e o alto consumo eram sinônimos de progresso, passou-se para uma era em que a biodiversidade e a relação entre sociedade e natureza ganhou importância. A visão de que o homem integra o meio corresponde a uma nova ordem. Porém, estão presentes os conflitos gerados pelo uso dos recursos naturais por diferentes atores sociais. O confronto não é patológico, mas tem como missão resolver dualismos divergentes. Ocorre que o atual modo de vida individualista acrescenta um componente ideológico à dificuldade de participação popular nas decisões políticas e sociais. A democracia como participação ativa dos cidadãos na tomada de decisão nos conflitos ambientais se mostra fundamental. Assim, nesta mudança de paradigma que implica em um padrão diferente no relacionamento dos seres humanos com a natureza é necessária uma mediação dos interesses em conflito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-04-03