COVID-19 em uma perspectiva sociológica contemporânea: os conceitos de agência humana e não humana, segurança ontológica e sociedade de risco

Autores

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar o risco do COVID-19 a partir da teoria sociológica contemporânea, destacando-se a sociedade de risco, a segurança ontológica e os agentes humanos e não humanos. A metodologia consistiu em uma revisão bibliográfica, bem como em sites da internet para elencar elementos relativos aos dados na primeira parte e partimos dos conceitos de authorization e authorizative para entender os diferentes tipos de poder na política e na ciência. Na segunda parte, observamos as especificidades da sociedade do risco no caso do COVID-19. Na terceira parte, utilizamos os conceitos de insegurança, não humanos e segurança ontológica. Na quarta e última parte, problematizamos os meios de comunicação nessa conjuntura, mostrando como a própria dinâmica da agência do vírus em si mesma cria um problema coletivo. Como parte da conclusão, observa-se como o approach dos meios de comunicação é realizado, gerando o abalo da segurança ontológica na sociedade, mas de maneira ambivalente, podendo gerar segurança na sociedade, mas podendo implicar no aumento da taxa de suicídios.


Palavras-Chave: Agência; Sociedade de Risco; Insegurança; Segurança Ontológica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alysson Hubner, Insituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Sul-Rio-Grandense

Professor do Instituto Federal Sul-Rio-Grandense (IFSUL), Campus Sapucaia do Sul. Mestre em Sociologia Política (UFSC) e Doutor em Sociologia (UFPB).

Downloads

Publicado

2021-01-05