A cultura do livro e o visível: o romantismo como ponto referencial da modernidade

Michael Korfmann

Resumo


Objetiva-se mostrar que o romantismo, tanto em relação aos processos histórico- sociais como com relação às reflexões poéticas, designa os contornos da literatura e da sociedade moderna. Neste período, por volta de 1800, cruzam-se dois traços da modernidade: a implantação plena do livro impresso como o medium dominante da comunicação social e a implantação da visibilidade, a virada pictoral, a ser plenamente desenvolvida no século XIX. Neste contexto, a poética de Goethe desenvolve uma linha programática a ter continuidade no realismo de Theodor Fontane ou de Thomas Mann, enquanto as reflexões estéticas de Novalis servem de interesse para experiências estéticas como as de Mallarmé, Kandinsky, dos futuristas italianos e russos, do dadaísmo, do surrealismo, bem como da poesia concreta.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2594-8962.55661

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Conexão Letras - Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Instituto de Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Bairro Agronomia

CEP: 91540-000

www.seer.ufrgs.br/conexaoletras

E-mail de contato: revistaconexao.letras@gmail.com