A cantora e o bardo: A construção da identidade galega nos discursospoéticosdeRosalíadeCastroe EduardoPondal

Henrique Samin

Resumo


Apresentamos neste artigo uma comparação entre a construção da identidade galega nas obras poéticas de Eduardo Pondal e Rosalía de Castro. Nosso objetivo é demonstrar como estes dois autores, embora adotem um mesmo ponto de partida – ou seja, a percepção da identidade galega como algo já existente –, percorrem caminhos distintos: o idealismo pondaliano produz literariamente uma Galiza projetada em um futu- ro possível, ao passo que o interesse rosaliano pela poesia popular, o território e a lín- gua galega reclama que se conceda a cada um destes elementos o valor necessário. Nosso corpus é constituído por poesias das mais importantes obras dos autores investi- gados, quais sejam, os Cantares gallegos de Rosalía de Castro e os Queixumes dos pi- nos de Eduardo Pondal.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2594-8962.55649

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Conexão Letras - Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Instituto de Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Bairro Agronomia

CEP: 91540-000

www.seer.ufrgs.br/conexaoletras

E-mail de contato: revistaconexao.letras@gmail.com