A memória ferida na narrativa cubana atual

Aimée G. Bolaños

Resumo


A memória ferida em dois textos narrativos recentes da literatura cubana, Inscrita bajo sospecha, de Mabel Cuesta, e El corazón del rey, de Félix Luis Viera (ambos de 2010), constitui o centro deste trabalho que, lendo Paul Ricoeur, indaga nas poéticas narrativas do ser interior e do tempo reencontrado. Detenho-me na memória traumática de tempos difíceis desses autores em diáspora, focalizando a natureza da sua ficção, os imaginários de memória/esquecimento, as formas de compor o texto narrativo no movimento rememorativo, sobretudo, no que diz respeito à invenção do sujeito e os jogos da temporalidade.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2594-8962.55515

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Conexão Letras - Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Instituto de Letras

Av. Bento Gonçalves, 9500 - Bairro Agronomia

CEP: 91540-000

www.seer.ufrgs.br/conexaoletras

E-mail de contato: revistaconexao.letras@gmail.com