O TEATRO DO MUNDO COMO ASSEMBLEIA CONGELADA – A PROVA DE FOGO DE MAIO DE 1968 NO BRASIL

Ivan Delmanto

Resumo


O artigo analisa uma peça de Consuelo de Castro, A Prova de fogo, e procura revelar, nas modificações realizadas a partir dos modelos originais do drama moderno e do teatro épico europeus, que a obra pode ser melhor compreendida a partir das tensões entre regime militar brasileiro e movimento estudantil, deflagradas durante o ano de 1968.  


Palavras-chave


Dramaturgia; Teatro Brasileiro; Teoria Crítica; Movimento Estudantil

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-3254.87866





REVISTA CENA

Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas
Rua General Vitorino, 255
Centro - Porto Alegre - RS - 90020-171

  

revistacena@ufrgs.br
(51)3308.4380