DRAMATURGIA E PÓS-MODERNIDADE: A RAPSÓDIA COMO ESTRATÉGIA PÓS-MODERNA PARA O DRAMA

João Alberto Lima Sanches

Resumo


O artigo discute estratégias de composição recorrentes nas dramaturgias contemporâneas, relacionando-as à noção de rapsódia, formulada pelo dramaturgo e teórico francês Jean-Pierre Sarrazac, e ao princípio de multiplicidade, abordado pelo escritor Ítalo Calvino no livro Seis Propostas para o próximo milênio. O artigo desenvolve uma associação entre multiplicidade, procedimentos rapsódicos de construção dramática e considerações sobre a pós-modernidade. Para isso, escritos do filósofo Jean-François Lyotard são utilizados como referência, e também a noção de princípio da pesquisadora e atriz Sônia Rangel.


Palavras-chave


Dramaturgia; Rapsódia; Pós-modernidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-3254.74402





REVISTA CENA

Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas
Rua General Vitorino, 255
Centro - Porto Alegre - RS - 90020-171

  

revistacena@ufrgs.br
(51)3308.4380