A IRONIA COMO UMA DAS SAÍDAS DO TEATRO PÓS-DRAMÁTICO

Eduardo almeida Santos

Resumo


O presente trabalho aborda as possibilidades do texto teatral que se constrói a partir do drama moderno até a obra considerada pós-dramática, quando o teatro contemporâneo se vê diante da crise e da possibilidade do fim do drama como elemento norteador das criações de encenação ou de dramaturgia. Logo, os diversos elementos que convergiam na construção deste norte se encontraram em suspensão. Ao refletir sobre uma série de obras cênicas contemporâneas, uma das saídas apontadas e analisadas por este estudo será o uso e o conceito da “Ironia” principalmente no texto Insulto ao público, de Peter Handke. É a ironia que atua no imperfeito, no contraditório e no vazio – que são partes constantes da dramaturgia de nosso tempo.    


Palavras-chave


Ironia; Pós-dramático; Crise do drama.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-3254.73693





REVISTA CENA

Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas
Rua General Vitorino, 255
Centro - Porto Alegre - RS - 90020-171

  

revistacena@ufrgs.br
(51)3308.4380